Posts

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Uma homenagem as mulheres da minha vida

Estou achando ótimo esse blog, porque é como se eu pudesse expressar ao mundo o que a anos colocava em um caderno. Sempre pensei que seria uma reporter ou algo parecido, mas não foi bem assim que aconteceu. Nunca me esforcei também para ser uma, mas sabia que teria me dado bem caso tivesse acontecido.

Mas hoje não quero falar sobre isso e sim sobre as mulheres da minha vida, pois são oito e cada uma é importante de um jeito. A primeira é a  Matriarca que hoje já não dita regras que nos deixava amedrontados, pois já está com a idade bem avançada que é minha avó Maria Barbosa, porque é assim que todos a conhecia. Mulher de fibra trabalhava na roça, pegava na inchada e tomava sol dia após dia.

 A segunda dona Izabel minha mãe, as vezes tenho dificuldades em conseguir palavras pra defini-la, pois mulher igual estou para conhecer, caso ainda exista. Não existe sol, chuva, cansaço, enfermidade ou dificuldade capaz de paralisa-la. Criou seis filhos, sendo cinco mulheres e sei que não foi fácil. Mas até hoje com os filhos casados ela ainda se preocupa com cada um como antes, e agora ainda tem os genros e onze netos. As vezes me pergunto se um dia ela se for o que será de nós? Que muitas vezes ficávamos bravos com algo que ela dizia, mas era a ela que recorríamos quando algo não estava dando certo, e mesmo que não falássemos ela sabia e como sabia, que tinha algo errado.

A terceira Ana Cristina minha irmã mais velha, como eu a admirava e admiro, corajosa, independente e consegue fazer mil coisas ao mesmo tempo, um dia com 24 horas pra  ela é pouco, vejo nela a força da mulher da mulher brasileira.

 A quarta é a Bertha Dilene minha segunda irmã, era uma incógnita na minha infância, mas como se fez presente em minha vida desde que casei. Como ela é preciosa, dedicada a família, paciente, amiga e fiel, pois são muitas palavras que eu poderia colocar mas essas que vieram em meu coração.

A quinta é a Cléo minha terceira irmã, alegre, aventureira, adora viajar, sonhadora, companheira de muito momentos, foi a que mais viveu comigo na adolescência, e a vi em muitos momentos precisar ser corajosa sem ter que a ajudasse.

 A quinta é a Ouzania essa é a caçula, me lembro quando eu era adolescente ela ainda era uma pirralha que vivia em minha cola, sempre gostei de te-la por perto eu tinha o instinto de querer protege-la, mas hoje é uma mulher  independente, firme, corajosa e ousada e sabe o que quer.

Mas existem mais duas que são muito especiais que vieram bem depois, minha primogenita Kezia Brenda meu solzinho em dia de muita neve, que veio muito cedo, mas hoje olho e sei que foi no tempo certo. Porque hoje posso contemplar de uma forma especial a pessoa que ela tem se formado, de caráter, sincera, amorosa, dedicada, madura pra idade, responsável, independente, mas ainda dependente de mim e que tem  muito para aprender, viver e ser feliz.

E última mas não menos importante a Rebela Lorena, minha luazinha, faladeira, esperta, amorosa, independente que fala o que pensa que as vezes me deixa em maus lençois mas que veio pra fazer a diferença e que adora falar difícil mesmo sem saber o que significa aquela palavra que ela acabou de usar.

Foram tantos momentos que vivi com elas, de dor,choro, alegria, decepção, conquistas, amores, sonhos, ilusões e desilusões que me fizeram ser o que hoje sou. Quando olho pra mim vejo um pouquinho de cada uma delas na pessoas que sou me faz agradecer por fazer parte dessa família tão maravilhosa e abençoada que Deus me deu. E como é bom quando estamos juntas sorrindo e falando sem parar e eu amo tudo isso e nem consigo imaginar não te-las mais por perto. Por isso deixo essa homenagem para essas mulheres tão maravilhosas e valiosas que fizeram, fazem e farão a diferença em tudo que sou e serei.....

Eu as amo muito que nenhuma dessas palavras escritas são capazes de expressar o que realmente esta em meu coração!

1 comentários:

T@kjx*&@ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

Postar um comentário